Mostrando pesquisa para: Todas as localidades

Emend Injetável 150mg, 1 FRA/AMP 10mL – Intravenoso

Início Medicamentos Náuseas Fosaprepitanto Dimeglumina Emend Injetável 150mg, caixa com 1 frasco-ampola com 10mL de pó para solução de uso intravenoso

De R$ 329,56 até R$ 430,99

Seu médico prescreveu Emend® Injetável para prevenção de náuseas e vômitos associados ao tratamento quimioterápico contra o câncer. Como o Emend Injetável funciona? Emend® Injetável é um membro da classe de medicamentos denominados antagonistas dos receptores da neurocinina 1 (NK1) que deve ser utilizado junto com outros medicamentos...

Leia mais...
Fabricante: Merck Sharp & Dohme
Tipo do Medicamento: Referência
Princípio Ativo: Fosaprepitanto Dimeglumina
Necessita de Receita: Branca Comum (Dispensação Sob Prescrição Médica Restrito a Hospitais)
360.00
Logo da empresa
R$ 360,00

Entregamos na sua região com melhor preço , prazo e de forma simples . Clique abaixo e fale conosco!

430.99
Logo da empresa
R$ 430,99

Entregamos na sua região com melhor preço , prazo e de forma simples . Clique abaixo e fale conosco!

329.56
Logo da empresa
R$ 329,56

Entregamos na sua região com melhor preço , prazo e de forma simples . Clique abaixo e fale conosco!

Seu médico prescreveu Emend® Injetável para prevenção de náuseas e vômitos associados ao tratamento quimioterápico contra o câncer.

Como o Emend Injetável funciona?

Emend® Injetável é um membro da classe de medicamentos denominados antagonistas dos receptores da neurocinina 1 (NK1) que deve ser utilizado junto com outros medicamentos para prevenir e controlar as náuseas (enjôo) e os vômitos causados pelo tratamento quimioterápico.

O que mais posso fazer para ajudar a controlar minhas náuseas e vômitos?

Uma boa alimentação é importante para qualquer pessoa, mas é particularmente importante para pessoas submetidas a tratamento quimioterápico. Pequenas refeições frequentes ou um lanche antes de receber o tratamento quimioterápico também podem ajudar a melhorar a tolerância ao tratamento.

Converse com seu médico para mais informações.

Você não deve usar Emend® Injetável se for alérgico ao Emend® Injetável, ao aprepitanto ou a qualquer um de seus componentes.

Este é um medicamento para uso intravenoso. Um profissional de saúde administrará o medicamento.

Preparação de Emend® Injetável 150 mg

  1. Injete 5,0 mL de solução salina dentro do frasco. Assegure-se de que a solução salina seja adicionada ao longo das paredes do frasco, para evitar a formação de espuma. Balance o frasco gentilmente. Evite agitar e injetar a solução salina muito vigorosamente dentro do frasco.
  2. Prepare a bolsa de infusão com 145 mL de solução salina.
  3. Retire o volume total do frasco e transfira para a bolsa de infusão com 145 mL de solução salina, para um rendimento total de 150 mL de volume. Inverta gentilmente a bolsa 2-3 vezes.

Emend® Injetável é incompatível com qualquer solução com cátions bivalentes (p.ex., Ca2+, Mg2+), inclusive solução de Hartman e lactato de Ringer. Emend® Injetável não deve ser reconstituído ou misturado com soluções para as quais as compatibilidades físicas e químicas ainda não tenham sido estabelecidas.

Dosagem

Emend® Injetável 150 mg será administrado por via intravenosa aproximadamente 30 minutos antes de iniciar seu tratamento quimioterápico no Dia 1.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Emend Injetável?

Você deve tomar Emend® Injetável conforme a receita médica. No entanto, caso você esqueça de tomar uma dose, entre em contato com seu médico para instruções adicionais.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Informe ao seu médico se qualquer uma das condições abaixo se aplica a você:

  • Qualquer problema médico atual ou passado;
  • Qualquer tipo de alergia;
  • Todos os medicamentos que você está tomando ou pretende tomar, mesmo os fitoterápicos e aqueles que podem ser comprados sem receita médica.

Crianças

Emend® Injetável não foi adequadamente estudado em crianças. Portanto, Emend® Injetável não deve ser administrado em crianças.

Idosos

Emend® Injetável age igualmente bem e é bem tolerado da mesma forma por pacientes adultos idosos e mais jovens. Não é necessário ajuste de dose para pacientes idosos.

Gravidez e Amamentação

Informe ao médico se:

  • Está grávida ou planeja engravidar;
  • Está amamentando ou planeja amamentar.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Dirigir ou Operar Máquinas

Alguns efeitos adversos relatados com Emend® Injetável podem afetar a sua capacidade de dirigir ou operar máquinas. A resposta individual a Emend® Injetável pode apresentar variações.

Esse medicamento não é recomendado para crianças.

Qualquer medicamento pode apresentar efeitos inesperados ou indesejáveis, denominados efeitos (ou reações) adversos.

A exemplo de todos os medicamentos sob prescrição médica, Emend® Injetável pode causar efeitos adversos. Nos estudos, os efeitos adversos em geral foram leves ou moderados.

Os efeitos adversos mais comuns em pacientes com câncer incluíram constipação, dor abdominal, indigestão e perda de apetite.

Reações no local da infusão (RLI) ou perto do local da infusão tem acontecido com Emend® Injetável.

As reações no local da infusão mais severas ocorreram com um tipo de medicamento utilizado em quimioterapia que pode queimar ou formar bolhas (vesicante) em sua pele com efeitos colaterais incluindo dor, inchaço e vermelhidão. Morte do tecido da pele (necrose) ocorreu em algumas pessoas que fizeram o use deste tipo de quimioterápico. Informe imediatamente o profissional da saúde responsável caso tenha qualquer reação no local da infusão.

As cápsulas de Emend® podem também ser usadas para prevenção de náuseas e vômitos causados por cirurgia. O efeito adverso mais comum em pacientes que tomaram cápsulas de Emend® antes de uma cirurgia foi aumento das enzimas hepáticas.

Os seguintes efeitos adversos foram relatados com o uso geral:

  • Reações alérgicas, que podem ser repentinas e/ou graves, e incluir urticária, erupção cutânea e prurido, vermelhidão da face/pele e causar dificuldade em respirar ou engolir, ou uma séria diminuição da pressão arterial;
  • Reações cutâneas graves podem ocorrer raramente.

Os eventos adversos observados com Emend® em cápsulas também podem ser observados com Emend® Injetável.

Outros efeitos adversos também podem ocorrer raramente, e assim como todos os medicamentos sob prescrição médica, alguns efeitos adversos podem ser graves. Peça mais informações a seu médico. Ele possui uma lista mais completa dos efeitos adversos. Se apresentar esses ou quaisquer outros sintomas incomuns, informe ao seu médico imediatamente.

Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe seu médico ou cirurgião-dentista.

Cada frasco-ampola contém:

245,3 mg de fosaprepitanto dimeglumina equivalente a 150 mg de fosaprepitanto ácido livre.

Excipientes: edetato dissódico, polissorbato 80, lactose anidra, hidróxido de sódio e/ou ácido clorídrico (para ajuste do pH).

Apresentação do Emend Injetável

Pó liofilizado para solução para infusão intravenosa

150 mg de fosaprepitanto dimeglumina em embalagem com 1 frasco-ampola.

Uso intravenoso.

Uso adulto.

Seu médico administrará a dosagem prescrita e monitorará sua resposta e condição.

Em estudos clínicos controlados, as doses mais elevadas de fosaprepitanto foram, em geral, bem toleradas, embora alguns pacientes apresentaram trombose leve no local da injeção.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 08007226001, se você precisar de mais orientações.

Você não deve tomar Emend® Injetável junto com pimozida, terfenadina, astemizol ou cisaprida. O uso de Emend® Injetável junto com esses medicamentos pode resultar em problemas graves ou potencialmente fatais.

Seu médico pode querer verificar se os medicamentos estão agindo corretamente caso você esteja tomando medicamentos tais como:

  • Agentes ansiolíticos (como alprazolam);
  • Pílulas anticoncepcionais (podem não funcionar adequadamente);
  • Varfarina (medicamento para deixar o sangue mais fluido);
  • Cetoconazol (antifúngico);
  • Rifampicina (antibiótico);
  • Paroxetina (medicamento para tratar um determinado tipo de depressão);
  • Diltiazem (medicamento utilizado para tratamento de pressão alta);
  • Tolbutamida (medicamento utilizado para tratamento de diabetes);
  • Fenitoína (medicamento utilizado para tratamento de convulsões).

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Resultados de Eficácia

Quimioterapia Moderadamente Emetogênica (QME)

Em um estudo randômico, de grupos paralelos, duplo-cego, controlado com medicação ativa, o fosaprepitanto 150 mg como infusão intravenosa única (N = 502) em combinação com ondansetrona e dexametasona (regime de fosaprepitanto) foi comparado com ondansetrona e dexametasona isoladas (regime controle) (N =498) (veja tabela 3) em pacientes recebendo regime de quimioterapia moderadamente emetogênico. Os agentes de QME mais comumente administrados foram carboplatina, oxaliplatina e ciclofosfamida.

Tabela 1: Regimes de tratamento no estudo QME*

Dia 1Dia 2Dia 3
Regime de fosaprepitanto para prevenção de náusea e vômito induzidos por quimioterapia (NVIQ)
Fosaprepitanto150 mg intravenoso durante 20 a 30 minutos

Aproximadamente 30 minutos antes da quimioterapia

NenhumNenhum
Dexametasona oral †12 mgNenhumNenhum
Ondansetrona oral8 mg para 2 dosesNenhumNenhum
Regime controle para prevenção de náusea e vômito induzidos por quimioterapia (NVIQ)
Dexametasona oral20 mgNenhumNenhum
Ondansetrona oral8 mg para 2 doses8 mg duas vezes ao dia8 mg duas vezes ao dia

*Fosaprepitanto placebo e dexametasona placebo (no dia 1) foram usados para manter o cegamento.
Dexametasona foi administrada 30 minutos antes do tratamento com quimioterapia no dia 1. A dose de 12 mg de dexametasona reflete o ajuste de dose para considerar a interação medicamentosa com regime de fosaprepitanto.
A primeira dose de ondansetrona foi administrada 30 a 60 minutos antes do tratamento com quimioterapia no dia 1 e a segunda dose foi administrada 8 horas após a primeira dose de ondansetrona.

A eficácia de fosaprepitanto foi avaliada com base nos desfechos primário e secundário listados na tabela 4 abaixo e mostrou ser superior ao regime controle com relação à resposta completa nas fases tardia e geral.

Tabela 2 – Porcentagem de pacientes recebendo QME respondendo por grupo e fase de tratamento

DesfechosRegime de fosaprepitanto
(N = 502)* %
Regime controle
(N = 498)* %
Valor de p
Desfecho Primário
Resposta Completa
Fase Tardia78,968,5<0,001
Desfechos secundários principais
Resposta Completa
Geral§77,166,9<0.001
Fase aguda93,2910,184

*N: número de pacientes incluídos na população intenção de tratar.
Resposta completa = sem vômito e sem uso de terapia de resgate.
Fase tardia = 25 a 120 horas após o início da quimioterapia.
§Geral = 0 a 120 horas após o início da quimioterapia.
Fase aguda = 0 a 24 horas após o início da quimioterapia.

As curvas de Kaplan-Meier na figura 1 mostram que o tempo para o primeiro vômito foi maior nos pacientes do regime fosaprepitanto em comparação ao regime controle (valor de p nominal <0,001 pelo teste de log-rank).

Figura 1: Porcentagem de pacientes recebendo QME e que permanecem livres de êmese ao longo do tempo

Regime de fosaprepitanto

Fosaprepitanto 150 mg no dia 1 em combinação com ondansetrona 16 mg oral no dia 1 e dexametasona 12 mg no dia 1. Dias 2-3: placebo para ondansetrona a cada 12 horas.

Regime controle

16 mg de ondansetrona oral no dia 1 em combinação com 20 mg de dexametasona oral no dia 1. Dias 2-3: 8 mg de ondansetrona oral duas vezes ao dia.

Quimioterapia Altamente Emetogênica (QAE)

Em um estudo randômico, de grupos paralelos, duplo-cego, controlado com medicação ativa, o fosaprepitanto 150 mg (N = 1147) como infusão intravenosa única foi comparado a um esquema de 3 dias com aprepitanto (N = 1175) em pacientes que receberam quimioterapia altamente emetogênica que incluiu cisplatina (≥70 mg/m2 ). Outros agentes quimioterápicos concomitantes comumente administrados foram fluorouracil, gencitabina, paclitaxel e etoposídeo. Todos os pacientes em ambos os grupos receberam dexametasona e ondansetrona (vide tabela 3).

Tabela 3: Regime de tratamento no estudo QAE*

Dia 1Dia 2Dia 3Dia 4
Regime de fosaprepitanto para prevenção de náusea e vômito induzidos por quimioterapia (NVIQ)
Fosaprepitanto150 mg intravenoso durante 20 a 30 minutos

Aproximadamente 30 minutos antes da quimioterapia

NenhumNenhumNenhum
Dexametasona oral12 mg8 mg8 mg duas vezes ao dia8 mg duas vezes ao dia
OndansetronaOndansetronaNenhumNenhumNenhum
Regime de aprepitanto oral para prevenção de náusea e vômito induzidos por quimioterapia (NVIQ)
Aprepitanto em cápsula125 mg80 mg80 mgNenhum
Dexametasona oral§12 mg8 mg8 mg8 mg
OndansetronaOndansetronaNenhumNenhumNenhum

*Fosaprepitanto placebo, aprepitanto placebo em cápsulas e dexametasona placebo (nas tardes dos dias 3 e 4) foram usados para manter o cegamento.
Dexametasona foi administrada 30 minutos antes do tratamento com quimioterapia no dia 1 e nas manhãs dos dias 2 a 4. Dexametasona foi também administrada nas tardes dos dias 3 e 4. A dose de 12 mg de dexametasona no dia 1 e de 8 mg uma vez ao dia no dia 2 reflete o ajuste de dose para considerar a interação medicamentosa com o regime de fosaprepitanto.
Ondansetrona 32 mg intravenosa foi utilizado nos estudos clínicos de fosaprepitanto e aprepitanto. Embora esta dose tenha sido utilizada nos estudos clínicos, esta não é mais a dose atualmente recomendada. Consultar a bula de ondasetrona para a dose atualmente recomendada.
§Dexametasona foi administrada 30 minutos antes do tratamento com quimioterapia no dia 1 e na manhã dos dias 2 a 4. A dose de 12 mg de dexametasona no dia 1 e 8 mg uma vez ao dia nos dias 2 a 4 reflete o ajuste de dose para considerar a interação medicamentosa com o regime de aprepitanto oral.

A eficácia foi baseada na avaliação das seguintes medidas compostas: resposta completa tanto na fase global como na fase tardia e ausência de vômitos na fase global. Fosaprepitanto Dimeglumina 150 mg foi não-inferior ao esquema de 3 dias de aprepitanto. Um resumo dos desfechos primários e secundários é mostrado na Tabela 4.

Tabela 4: Porcentagem de pacientes recebendo quimioterapia altamente emetogênica que apresentaram resposta por grupo de tratamento e fase — ciclo 1

Desfechos*Esquema com Fosaprepitanto
(N =1106) ** %
Esquema com Aprepitanto
(N =1134) ** %
Diferença
(IC 95%)
Resposta Completa
Global§71,972,3-0,4 (-4,1, 3,3)
Fase tardia§§74,374,20,1 (-3,5, 3,7)
Ausência de Vômitos
Global§72,974,6-1,7 (-5,3, 2,0)

*Desfecho Primário em negrito.
**N: Número de pacientes incluídos na análise primária de resposta completa.
Diferença e intervalo de confiança (IC) foram calculados utilizando o método proposto por Miettinen e Nurminen e ajustados por sexo.
Resposta Completa = ausência de vômitos e nenhum uso de terapia de resgate.
§Global = 0 a 120 horas pós-início da quimioterapia com cisplatina.
§§Fase tardia = 25 a 120 horas pós-início da quimioterapia com cisplatina.

Referências bibliográficas:

1. Grunberg S, Chua D, Maru A, Dinis J, DeVandry S, Boice JA et al. Single-dose fosaprepitant for the prevention of chemotherapy-induced nausea and vomiting associated with cisplatin therapy: randomized, double-blind study protocol-EASE. J Clin Oncol 2011:29(11):1495-1501.

Características Farmacológicas

Farmacologia clínica

Mecanismo de Ação

O Fosaprepitanto Dimeglumina é uma pró-droga do aprepitanto, e os efeitos antieméticos são atribuídos ao aprepitanto.

O aprepitanto possui mecanismo de ação exclusivo: trata-se de um antagonista seletivo com alta afinidade pelos receptores da substância P neurocinina 1 (NK1). Ensaios de contrasseleção mostraram que o aprepitanto foi, no mínimo, 3.000 vezes mais seletivo pelo receptor da NK1 do que por outros sítios receptores enzimáticos, transportadores, de canais de íon, incluindo os receptores de dopamina e serotonina alvos de terapias para náuseas e vômitos induzidos por quimioterapia (NVIQ) existentes.

Demonstrou-se em estudos pré-clínicos que os antagonistas do receptor da NK1 inibem os vômitos induzidos por agentes quimioterápicos citotóxicos, tais como a cisplatina, por ação central. Os exames PET (sigla em inglês para Tomografia por Emissão de Pósitron) realizados nos estudos pré-clínicos e clínicos com o aprepitanto demonstraram que esse fármaco penetra o cérebro e ocupa os receptores de NK1 cerebrais. Os estudos pré-clínicos demonstram que o aprepitanto apresenta atividade central de longa duração, inibe as fases aguda e tardia das êmeses induzidas por cisplatina e aumenta a atividade antiemética da ondansetrona (um antagonista do receptor 5-HT3) e da dexametasona (um corticosteroide) contra êmeses induzidas pela cisplatina.

Farmacocinética

Absorção

Após uma única dose de 150 mg de fosaprepitanto administrado com uma infusão de 20 minutos em voluntários saudáveis, a média AUC0-∞ de aprepitanto foi 35,0 mcg•hr/mL e a concentração máxima média foi 4,01 mcg/mL.

Distribuição

O fosaprepitanto é rapidamente convertido a aprepitanto.

A taxa de ligação a proteínas plasmáticas do aprepitanto é maior que 95%. A média geométrica do volume de distribuição aparente no estado de equilíbrio (VdSS) é de aproximadamente 66 litros em humanos.

O aprepitanto atravessa a placenta em ratos e a barreira hematoencefálica em ratos e furões. As PETs em humanos indicam que o aprepitanto atravessa a barreira hematoencefálica.

Metabolismo

O fosaprepitanto foi rapidamente convertido em aprepitanto in vitro, em meios com preparado de fígado de espécies não clínicas (ratos e cães) e humanos. Além disso, o fosaprepitanto sofreu rápida e quase completa conversão para aprepitanto na preparação S9 para múltiplos outros tecidos humanos, incluindo rins, pulmão e íleo. Assim, parece que a conversão do fosaprepitanto em aprepitanto pode ocorrer em múltiplos tecidos extra-hepáticos. Em humanos, o fosaprepitanto administrado por via intravenosa foi rapidamente convertido a aprepitanto, 30 minutos após o fim da infusão.

O aprepitanto é amplamente metabolizado. Em adultos jovens saudáveis, o aprepitanto é responsável por aproximadamente 24% da radioatividade no plasma 72 horas após a administração oral de uma dose única de 300 mg de [14C]-aprepitanto, o que indica a presença considerável de metabólitos no plasma. Foram identificados no plasma humano 7 metabólitos do aprepitanto, os quais apresentam atividade apenas fraca. O metabolismo do aprepitanto ocorre em grande parte por meio da oxidação do anel morfolina e suas cadeias laterais. Os estudos in vitro com microssomos hepáticos humanos indicam que o aprepitanto é metabolizado primariamente pela CYP3A4 e secundariamente pelas isoenzimas CYP1A2 e CYP2C19. O aprepitanto não é metabolizado pelas isoenzimas CYP2D6, CYP2C9 ou CYP2E1.

Todos os metabólitos observados na urina, fezes e plasma após administração intravenosa da dose 100 mg [14C]-fosaprepitanto são também observados após a dose oral de [14C]-aprepitanto. Após conversão de 245,3 mg de Fosaprepitanto Dimeglumina (equivalente a 150 mg de fosaprepitanto ácido livre) a aprepitanto, 23,9 mg de ácido fosfórico e 95,3 mg de meglumina são liberados.

Eliminação

Após administração de uma dose única IV de 100 mg de [14C]-fosaprepitanto em indivíduos saudáveis, 57% da radioatividade foi recuperada na urina e 45% nas fezes.

O aprepitanto é eliminado principalmente pelo metabolismo e não é excretado por via renal. Após a administração oral de uma dose única de 300 mg de [14C]-aprepitanto a indivíduos saudáveis, 5% da radioatividade foi recuperada na urina e 86% nas fezes.

A meia-vida terminal aparente variou aproximadamente de 9 a 13 horas.

Conservar sob refrigeração (entre 2 e 8°C).

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Após preparo, manter por 24 horas em temperatura até 25°C.

Aspecto

Emend® Injetável é um pó liofilizado de cor branca a esbranquiçada.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o médico ou o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

MS100290184

Farm. Resp.:
Fernando C. Lemos
CRF-SP nº 16.243

Importado por:
Merck Sharp & Dohme Farmacêutica Ltda.
Rua 13 de Maio, 815 – Sousas, Campinas/SP
CNPJ: 45.987.013/0001-34
Brasil

MSD On Line
0800-0122232
E-mail: online@merck.com

Fabricado por:
Patheon Manufacturing Services, LLC
Greenville, EUA

Embalado por:
Schering-Plough, S.A. de C.V
Xochimilco, México

Uso restrito a hospitais.

Venda sob prescrição médica.


Informações Profissionais
Fabricante: Merck Sharp & Dohme
Tipo do Medicamento: Referência
Necessita de Receita: Branca Comum (Dispensação Sob Prescrição Médica Restrito a Hospitais)
Princípio Ativo: Fosaprepitanto Dimeglumina
Categoria do Medicamento: Náuseas
Classe Terapêutica: Antieméticos e Antinauseantes, Antagonistas NK1
Especialidades: Oncologia