Mostrando pesquisa para: Todas as localidades

Novoseven 250kUI, frasco 5mg – Intravenoso + seringa 5,2mL

Início Medicamentos Fator De Coagulação Fator Recombinante De Coagulação Viia Novoseven 250kUI, frasco com 5mg de pó para solução de uso intravenoso + seringa com 5,2mL de diluente

De R$ 22.150,00 até R$ 29.902,50

NovoSeven é indicado para o tratamento de episódios de sangramento e para a prevenção de sangramento excessivo associado a cirurgia ou outros procedimentos invasivos: Se você nasceu com hemofilia e não responde normalmente aos fatores VIII ou IX (devido aos inibidores dos fatores...

Leia mais...
Fabricante: Novo Nordisk
Tipo do Medicamento: Biológico
Princípio Ativo: Fator Recombinante De Coagulação Viia
Necessita de Receita: Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
29902.50
Logo da empresa
R$ 29.902,50

Entregamos na sua região com melhor preço , prazo e de forma simples . Clique abaixo e fale conosco!

22150.00
Logo da empresa
R$ 22.150,00

Entregamos na sua região com melhor preço , prazo e de forma simples . Clique abaixo e fale conosco!

NovoSeven é indicado para o tratamento de episódios de sangramento e para a prevenção de sangramento excessivo associado a cirurgia ou outros procedimentos invasivos:

  • Se você nasceu com hemofilia e não responde normalmente aos fatores VIII ou IX (devido aos inibidores dos fatores de coagulação VIII ou IX ou devido à possibilidade de resposta anamnéstica alta à administração do fator VIII ou IX);
  • Se você tem hemofilia adquirida;
  • Se você tem deficiência de Fator VII;
  • Se você tem trombastenia hemorrágica (Doença de Glanzmann), que não responde efetivamente ao tratamento com transfusão de plaquetas.

O tratamento precoce com NovoSeven reduz o volume de sangramento e a duração do mesmo.

NovoSeven age em todos os tipos de sangramento, incluindo sangramento das articulações. Ele reduz a necessidade de hospitalização e os dias de ausência no trabalho e na escola.

Como NovoSeven funciona?

NovoSeven é um fator de coagulação sanguíneo que age promovendo a formação do coágulo no local do sangramento quando os fatores de coagulação do próprio organismo não estão funcionando adequadamente.

Não use NovoSeven:

  • Se você é alérgico ao alfaeptacogue (princípio ativo de NovoSeven) ou a qualquer outro componente da formulação ou;
  • Se você é alérgico a proteínas de rato, hamster ou proteína bovina (tal como o leite de vaca);
  • Se algum destes casos se aplicar a você, não use NovoSeven e converse com seu médico.

O pó de NovoSeven deve ser reconstituído com seu diluente e injetado em uma veia. Veja as instruções de uso no final desta bula.

Comece o tratamento do sangramento o mais cedo possível, preferivelmente dentro de 2 horas.

  • Em casos de sangramento leve ou moderado, você deve se tratar o quanto antes, de preferência em casa.
  • Em casos de sangramento grave, você deve entrar em contato com seu médico. Normalmente, sangramentos graves são tratados no hospital e você pode se auto administrar a primeira dose de NovoSeven a caminho.

Não use o medicamento por mais de 24 horas sem consultar seu médico

  • Cada vez que utilizar NovoSeven, informe seu médico ou hospital o quanto antes.
  • Se a hemorragia não for controlada dentro de 24 horas, contate seu médico imediatamente. Você precisará de cuidados hospitalares.

Instruções de uso

Preparando a solução

  • Lave as mãos antes do preparo (profissionais da saúde: utilizar sempre técnica de assepsia).
  • O frasco de NovoSeven e seu diluente devem estar em temperatura ambiente no momento da reconstituição.
  • Remova as tampas plásticas dos dois frascos.
  • Não use os frascos se as tampas plásticas estiverem soltas ou ausentes. Limpe os tampões de borracha dos frascos com algodão umedecido em álcool e deixe-os secar antes do uso.
  • Use uma seringa descartável de tamanho apropriado e um adaptador de frasco, agulha de transferência (20 – 26 G) ou outro dispositivo apropriado.

Preparando para aplicação

A. Remova o selo protetor de um adaptador de frasco sem retirá-lo da tampa protetora. Fixe o adaptador de frasco no frasco de diluente. Uma vez fixado, remova a tampa protetora. Tome cuidado para não encostar na ponta do adaptador do frasco. Se estiver utilizando uma agulha de transferência, remova-a da embalagem sem retirá-la da tampa protetora. Enrosque a agulha de transferência firmemente na seringa.

B. Puxe o êmbolo para aspirar um volume de ar igual ao volume que há no frasco de diluente (mL igual cc na seringa).

C. Enrosque a seringa firmemente no adaptador de frasco no frasco de diluente. Se estiver utilizando uma agulha de transferência, remova a tampa protetora e insira a agulha de transferência no tampão de borracha do frasco de diluente. Tome cuidado para não tocar na extremidade da agulha de transferência. Injete o ar dentro do frasco, empurre o êmbolo até você sentir uma resistência evidente.

D. Segure a seringa com o frasco de diluente invertido. Se estiver utilizando uma agulha de transferência, certifique-se de que sua ponta está no diluente. Puxe o êmbolo para aspirar o diluente para dentro da seringa.

E. Remova o frasco de diluente vazio. Se estiver utilizando um adaptador de frasco, incline a seringa para removê-la do frasco.

F. Encaixe a seringa com o adaptador de frasco ou agulha de transferência no frasco de pó liofilizado. Se estiver utilizando uma agulha de transferência, certifique-se de atravessar o centro do tampão de borracha. Segure a seringa levemente inclinada com a face frontal do frasco para baixo. Empurre o êmbolo lentamente para injetar o diluente para dentro do frasco do pó. Certifique-se que o fluxo de diluente não está diretamente apontado para o pó de NovoSeven pois isso provocará formação de espuma.

G. Gire suavemente o frasco até que todo o pó seja dissolvido. Não agite o frasco, pois isso provocará formação de espuma. Verifique se a solução apresenta partículas e alteração de coloração. Se você notar algo, não use a solução. NovoSeven reconstituído é uma solução límpida e incolor. Mantenha o adaptador de frasco ou a agulha de transferência rosqueados no frasco.

Apesar de NovoSeven ser estável por 24 horas após ser reconstituído, você deve usá-lo de uma única vez para evitar infecção. Se você não usá-lo imediatamente após a reconstituição, você deve armazenar o frasco, com a seringa ainda conectada, em um refrigerador de 2 °C a 8 °C por não mais do que 24 horas. Não armazene a solução sem orientação do seu médico.

Administração

H. Assegure-se de que o êmbolo está todo empurrado antes de virar a seringa de cabeça para baixo (ele pode ter sido empurrado pela pressão na seringa). Se estiver utilizando agulha de transferência, certifique-se de que a ponta da agulha de transferência está na solução. Segure a seringa com o frasco invertido e puxe o êmbolo para aspirar toda a solução para dentro da seringa.

I. Se você usa um adaptador de frasco, desenrosque-o do frasco vazio. Se você usa uma agulha de transferência, remova-a do frasco, coloque a tampa e desenrosque da seringa. NovoSeven está pronto para ser injetado. Siga os procedimentos de injeção conforme orientado pelo seu profissional de saúde.

J. Descarte de forma segura a seringa, os frascos, qualquer produto não utilizado e outros materiais restantes como orientado pelo seu profissional de saúde.

Posologia

A dose deve ser calculada pelo seu médico baseado no seu peso corpóreo, na condição e tipo de sangramento.

Se você tem hemofilia:

A dose usual é 90 µg para cada 1 kg de seu peso. Você pode repetir a injeção a cada 2-3 horas até que o sangramento esteja controlado. Seu médico pode recomendar uma dose única de 270 µg para cada 1 kg de seu peso. Não há experiência clínica em pacientes acima de 65 anos de idade utilizando dose única.

Se você tem deficiência de Fator VII:

A dose usual varia de 15 a 30 µg para cada 1 kg de seu peso, por injeção.

Se você tem trombastenia de Glanzmann:

A dose usual é 90 µg (varia de 80 a 120 µg) para cada 1 kg de seu peso, por injeção.

Converse com seu médico sobre quando usar NovoSeven e por quanto tempo continuar usando-o. A primeira dose deve ser administrada o mais cedo possível após o início de um sangramento.

Para alcançar resultados melhores, siga cuidadosamente a dose prescrita a você. Seu médico poderá alterar a dose.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar Novoseven?

Se você se esquecer de aplicar uma injeção ou se desejar parar o tratamento, consulte o seu médico.

Em caso de dúvidas, procure a orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Leia toda a bula com atenção antes de aplicar esta injeção, pois ela contém informações importantes para você.

Mantenha esta bula com você. Você pode precisar lê-la novamente.

Se você tiver dúvidas adicionais, pergunte ao seu médico.

Este medicamento foi prescrito somente para você. Não o dê para outras pessoas, pois poderá causar danos até mesmo se os sintomas forem semelhantes aos seus.

Se você apresentar qualquer efeito colateral, converse com seu médico. Isso inclui qualquer possível efeito colateral não listado nessa bula.

Antes de iniciar o tratamento com NovoSeven, certifique-se de que o seu médico sabe:

  • Se você acabou de ser submetido a uma cirurgia;
  • Se você sofreu recentemente um ferimento por esmagamento;
  • Se suas artérias estiverem com calibre diminuído por causa de uma doença (aterosclerose);
  • Se você tem maior risco de formação de coágulos sanguíneos (trombose);
  • Se você tem uma doença grave no fígado;
  • Se você tem infecção grave no sangue;
  • Se você tem predisposição à coagulação intravascular disseminada (CID, uma condição em que coágulos se desenvolvem dentro dos vasos sanguíneos) você deve ser acompanhado cuidadosamente.

Se alguma dessas situações se aplicar a você, converse com seu médico antes de utilizar NovoSeven.

Gravidez e Amamentação:

Se você está grávida, amamentando, acha que pode estar grávida ou planeja ter um bebê, peça recomendação ao seu médico antes de utilizar NovoSeven.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião- dentista.

Dirigir e utilizar máquinas:

Não existem estudos sobre os efeitos de NovoSeven sobre a habilidade de dirigir e manusear máquinas. No entanto, não existem razões médicas para achar que o medicamento afete sua habilidade para tais ações.

Atenção diabéticos: Contém açúcar.

Interações medicamentosas:

Informe seu médico ou farmacêutico sobre outros medicamentos em uso, que você tomou recentemente, ou que pode vir a usar.

Não use NovoSeven e concentrados de complexos protrombínicos ou fator XIII recombinante ao mesmo tempo.

Você deve conversar com seu médico antes de usar NovoSeven se você também faz uso dos Fatores VIII ou IX.

A experiência com o uso simultâneo de NovoSeven com medicamentos chamados antifibrinolíticos (como ácido aminocaproico e ácido tranexâmico), que também são usados no controle do sangramento, é limitada.

Você deve conversar com o seu médico antes de usar NovoSeven com esses medicamentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Como os demais medicamentos, NovoSeven pode causar efeitos colaterais, embora nem todas as pessoas apresentem estes efeitos.

Reações adversas sérias:

Reação incomum (≥ 0,1% e < 1%)

Coágulos sanguíneos nas veias do pulmão, pernas, fígado, rins ou no local de injeção. Os sinais podem incluir dificuldade de respirar, inchaço vermelho e doloroso na perna e dor abdominal; Ausência de efeito ou diminuição da resposta ao tratamento.

Reação rara (≥ 0,01% e < 0,1%)

Reações alérgicas, de hipersensibilidade ou anafiláticas. Dentre os sintomas estão erupções cutâneas, coceira, rubor e urticária; respiração ofegante ou dificuldade de respirar; sensação de desmaio ou tontura; e inchaço grave dos lábios e garganta, ou no local de injeção. Coágulos sanguíneos nas artérias do coração (o que pode levar a um ataque cardíaco ou angina), no cérebro (o que pode levar a um derrame) ou no intestino e rins. Os sinais podem incluir dor grave no peito, falta de ar, confusão, dificuldade para falar ou movimentar (paralisia) ou dor abdominal.

Se você notar qualquer desses efeitos colaterais sérios, procure ajuda médica imediatamente. Explique que você está usando NovoSeven. Informe seu médico se você tem histórico de reações alérgicas, para que você seja monitorado cuidadosamente.  Na maioria dos casos relatados de coágulos sanguíneos, os pacientes tinham predisposição a desordens da coagulação sanguínea.

Outras reações adversas:

Reação incomum (≥ 0,1% e < 1%)

Reações alérgicas da pele incluindo erupção cutânea, coceira e urticária; Febre.

Reação rara (≥ 0,01% e <0,1%)

Náusea (enjoo). Dor de cabeça;  Alterações nos exames sanguíneos e de fígado.

Se você apresentar qualquer efeito colateral, fale com seu médico. Isso inclui qualquer possível efeito colateral não listado nessa bula.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informar também a empresa através de seu serviço de atendimento.

A substância ativa é o fator recombinante de coagulação VIIa (alfaeptacogue ativado).

Cada frasco com pó liofilizado de NovoSeven correspondendo a 50 KUI contém:

Alfaeptacogue ativado – 1 mg.

Cada frasco com pó liofilizado de NovoSeven correspondendo a 100 KUI contém:

Alfaeptacogue ativado – 2 mg.

Cada frasco com pó liofilizado de NovoSeven correspondendo a 250 KUI contém:

Alfaeptacogue ativado – 5 mg.

Excipientes: Pó liofilizado: cloreto de sódio, cloreto de cálcio di-hidratado, glicilglicina, polissorbato 80, manitol, sacarose e metionina, ácido clorídrico e hidróxido de sódio.

Diluente: Histidina, ácido clorídrico, hidróxido de sódio e água para injetáveis. Após a reconstituição, 1 mL da solução contém 1 mg de alfaeptacogue ativado. 1 KUI é igual a 1000 UI (Unidades Internacionais).

Atenção diabéticos: Contém açúcar.

Se você injetar mais NovoSeven do que o recomendado, o médico deverá ser consultado imediatamente.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para08007226001, se você precisar de mais orientações sobre como proceder.

O risco de uma potencial interação entre Fator Recombinante De Coagulação VIIa (substância ativa) e concentrados de fator de coagulação é desconhecido. O uso simultâneo de concentrados complexos protrombínicos, ativados ou não, deve ser evitado.

Tem sido relatado que o uso de agentes antifibrinolíticos provoca a redução da perda sanguínea durante cirurgias em pacientes hemofílicos, especialmente em cirurgia ortopédica e cirurgia em regiões ricas em atividade fibrinolítica, como por exemplo, na cavidade oral. Experiência com administração concomitante de antifibrinolíticos e rFVIIa é limitada.

Com base em um estudo pré-clínico, não é recomendado combinar rFVIIa e rFXIII. Não há dados clínicos disponíveis sobre interação entre rFVIIa e rFXIII.

Resultados de Eficácia

Estudo de tratamento domiciliar com Fator Recombinante De Coagulação VIIa (substância ativa) eficaz (88 – 92%) em pacientes com hemofilia e inibidores, com uma média de 2,2 doses, quando utilizada a posologia recomendada.

Programa de uso compassivo:

Taxas de eficácia global obtidas no programa de uso compassivo foram de 85% para hemorragias graves e de 91% para hemorragias cirúrgicas.

Estudo de cirurgia:

Em 97% dos pacientes a perda de sangue durante a cirurgia foi considerada igual ou menor que a esperada em comparação com uma população normal.

Em pacientes submetidos a cirurgia maior, 83% apresentaram uma hemostasia satisfatória até o 5º dia com utilização das doses recomendadas. Em pacientes submetidos a cirurgia menor, 100% dos pacientes obtiveram uma hemostasia satisfatória até o 5º dia.

Deficiência de fator VII:

A taxa de eficácia obtida foi de 86% em sangramentos não cirúrgicos e 96% em cirurgias.

Doença de Glanzmann:

Fator Recombinante De Coagulação VIIa (substância ativa) foi eficaz em 96% dos episódios hemorrágicos em pacientes com Doença de Glanzmann.

Em um estudo clínico (F7HAEM-1510), pacientes com hemofilia A ou B com inibidores foram alocados para uma dose de 90 µg / Kg x 3 (dose padrão) e uma dose de 270 µg / Kg (dose única) de Fator Recombinante De Coagulação VIIa (substância ativa) , utilizando um desenho duplo-cego cruzado randomizado. A avaliação da eficácia feita pelos dois métodos, mostrados na Tabela 1, resultou numa eficácia similar entre os dois grupos.

Tabela 1 Resultados de eficácia do estudo F7HAEM-1510

Tratamento/avaliaçãoHemostasia bem sucedida a)Taxa de eficácia b)
Dose padrão87,5% (18/21 episódios)70% (14/20 episódios)
Dose única90,5% (19/21 episódios)65% (13/20 episódios)

a) Porcentagem de pacientes que alcançaram hemostasia sem a necessidade de agentes hemostáticos adicionais dentro de 48 horas.
b) Escala de resposta global ao tratamento (avaliação abrangente baseada na dor e mobilidade articular).

Em outro estudo clínico (F7HAEM-2068), pacientes com hemofilia A ou B foram alocados para uma dose de 90 µg / Kg x 3 (dose padrão) e uma dose de 270 µg / Kg (dose única) de Fator Recombinante De Coagulação VIIa (substância ativa) , bem como uma dose única de 75 U / Kg de Concentrado de Complexo Protrombínico ativado (CCPa), usando um desenho cruzado randomizado duplo-cego (duplo-cego para doses de Fator Recombinante De Coagulação VIIa (substância ativa) ). A avaliação da eficácia foi feita por dois métodos apresentados na Tabela 2.

A porcentagem de pacientes que requereram administração de medicação de resgate foi significativamente menor no grupo de dose única em comparação com o grupo CCPa (p = 0,032). As taxas de eficácia medidas com a escala de resposta global ao tratamento não foram significativamente diferentes entre os três grupos de dose.

Tabela 2 Resultados de eficácia do estudo F7HAEM-2068

Tratamento/avaliaçãoAdministração de medicação de resgate c)Taxa de eficácia d)
Dose padrão9,1% (2/22 episódios)54,5% (12/22 episódios)
Dose única8,3% (2/24 episódios)37,5% (9/24 episódios)
CCPa dose única36,4% (8/22 episódios)27,3% (6/22 episódios)

c) Número de pacientes que requereram agentes hemostáticos adicionais para controlar o sangramento dentro de 9 horas.
d) Escala de resposta global ao tratamento (avaliação abrangente baseada na dor e mobilidade articular).

Características Farmacológicas

Propriedades farmacodinâmicas

Fator Recombinante De Coagulação VIIa (substância ativa) contém o fator recombinante de coagulação VII ativado. O mecanismo de ação inclui a ligação do fator VIIa ao fator tecidual exposto. Esse complexo ativa o fator IX para fator IXa e o fator X para fator Xa, levando à conversão inicial de pequena quantidade de protrombina em trombina. Trombina induz a ativação de plaquetas e fatores V e VIII no local da lesão e a formação do tampão hemostático pela conversão do fibrinogênio em fibrina. Doses farmacológicas de Fator Recombinante De Coagulação VIIa (substância ativa) ativam o fator X diretamente na superfície das plaquetas ativadas, localizadas no local da lesão, independentemente do fator tecidual. Isto resulta na conversão de protrombina em grande quantidade de trombina independentemente do fator tecidual.

O efeito farmacodinâmico do fator VIIa causa formação local aumentada de fator Xa, trombina e fibrina. Um risco teórico de desenvolvimento de ativação do sistema de coagulação, em pacientes que tenham doenças de base que os predisponham à Coagulação Intravascular Disseminada (CID), não pode ser totalmente excluído.

Em um protocolo observacional (F7HAEM-3578) com pacientes com deficiência congênita de fator VII, 3 dos 91 pacientes cirúrgicos apresentaram eventos tromboembólicos.

Propriedades farmacocinéticas

Pacientes sadios

Distribuição, eliminação e linearidade:

Através de um ensaio de coagulação do fator VII, as propriedades farmacocinéticas de Fator Recombinante De Coagulação VIIa (substância ativa) foram investigadas em 35 pacientes brancos e japoneses sadios em um estudo de dose escalonada. Os pacientes foram estratificados de acordo com sexo e grupo étnico e administrados com 40, 80 e 160 µg de Fator Recombinante De Coagulação VIIa (substância ativa) por Kg de peso corpóreo e/ou placebo (3 doses cada). Os perfis farmacocinéticos indicaram proporcionalidade de dose.

As farmacocinéticas foram similares entre os sexos e grupos étnicos. O volume de distribuição médio no estado de equilíbrio variou de 130 a 165 mL/Kg. O valor médio de clearance variou de 33,3 a 37,2 mL/Kg x h. A meia-vida terminal média variou de 3,9 a 6,0 horas.

Hemofilia A e B com inibidores

Distribuição, eliminação e linearidade:

Através de um ensaio com fator VIIa, as propriedades farmacocinéticas de Fator Recombinante De Coagulação VIIa (substância ativa) foram investigadas em 12 pacientes pediátricos (2- 12 anos) e 5 adultos em situação sem hemorragia. A proporcionalidade de dose foi estabelecida em crianças para as doses investigadas de 90 e 180 µg por Kg de peso corpóreo, que está de acordo com achados anteriores em doses menores (17,5-70 µg/Kg de rFVIIa).

clearance médio foi aproximadamente 50% maior em pacientes pediátricos do que em adultos (78 versus 53 mL/Kg x h), enquanto a meia-vida terminal média foi de 2,3 horas em ambos grupos.

O volume de distribuição médio no estado de equilíbrio foi de 196 mL/Kg em pacientes pediátricos versus 159 mL/Kg em adultos. O clearance se mostrou relacionado com a idade, por isso, em pacientes mais jovens o clearance pode estar aumentado em mais de 50%.

Deficiência do fator VII

Distribuição, eliminação e linearidade:

A farmacocinética de dose única do rFVIIa, 15 e 30 µg por kg de peso corpóreo, não mostrou qualquer diferença significativa entre as duas doses usadas com relação aos parâmetros dose-independentes: clearance corpóreo total (70,8-79,1 mL/h x kg), volume de distribuição no estado de equilíbrio (280-290 mL/kg), tempo médio de residência (3,75-3,80 h) e meia-vida (2,82-3,11 h). A média de recuperação plasmática in vivo foi de aproximadamente 20%.

Doença de Glanzmann

A farmacocinética de Fator Recombinante De Coagulação VIIa (substância ativa) em pacientes com trombastenia de Glanzmann não foi investigada, mas é esperado que seja similar à farmacocinética em pacientes com hemofilia A e B.

Dados de segurança pré-clínicos

Todos os achados no programa de segurança pré-clínica foram relacionados ao efeito farmacológico de rFVIIa.

Um efeito sinérgico potencial do tratamento combinado com rFXIII e rFVIIa em um modelo cardiovascular avançado em macacos cinomolgos resultou em um efeito farmacológico exagerado (trombose e morte) em doses mais baixas do que quando administrados os compostos individuais.

Armazenar o pó e o diluente de NovoSeven entre 15 °C e 30 °C.

Mantenha o pó e o diluente na embalagem original para protegê-los da luz.

Não congele para prevenir danos ao frasco de diluente.

Se necessário, o pó e o diluente de NovoSeven também podem ser armazenados em refrigerador em temperatura entre 2 °C e 8 °C.

Após o preparo, NovoSeven é química e fisicamente estável e pode ser utilizado em até 6 horas em temperatura de 15 °C a 30 °C ou em até 24 horas a 5 °C quando a reconstituição tiver ocorrido em condições assépticas validadas e controladas.

Caso contrário, o produto deve ser utilizado imediatamente após a reconstituição. Não armazene a solução sem aconselhamento do seu médico ou enfermeiro. Você deve armazenar o produto reconstituído no frasco com o adaptador e a seringa ainda conectados.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Número de lote e datas de fabricação e validade: Vide embalagem.

O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Característica física

O frasco com pó contém pó branco e o frasco com diluente contém uma solução límpida e incolor.

A solução injetável reconstituída é incolor. Não utilize a solução reconstituída se você observar formação de partículas ou alteração na cor.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Registro M.S117660012

Farmacêutico Responsável:
Luciane M. H. Fernandes – CRF-PR n° 6002

Fabricado por:
Novo Nordisk A/S DK-2820
Gentofte, Dinamarca

Importado por:
Novo Nordisk Farmacêutica do Brasil Ltda.
Rua Prof. Francisco Ribeiro, 683
CEP: 83707-660 – Araucária / PR
CNPJ: 82.277.955/0001-55 Disk

Novo Nordisk:0800144488 


Informações Profissionais
Fabricante: Novo Nordisk
Tipo do Medicamento: Biológico
Necessita de Receita: Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Princípio Ativo: Fator Recombinante De Coagulação Viia
Categoria do Medicamento: Fator De Coagulação
Classe Terapêutica: Complexo Antiinibidor-Coagulação
Especialidades: Hematologia, Clínica Médica